sábado, 17 de agosto de 2013

Entrevista mega especial com a fotógrafa Paula Crem


O nosso blog, teve a honra de entrevistar a nossa parceira, Paula Crem, uma fotógrafa muito talentosa que foi muito simpática com a nossa equipe, e que apesar de toda a agenda lotada dela como fotógrafa, muitos trabalhos para fazer, ela arranjou um espaço para responder todas as nossas perguntas.

E eu tenho certeza que vocês vão amar a entrevista.

Ao longo da entrevista iremos colocar algumas fotos que a Paula tirou. E vocês poderão conhecer um pouco mais do talento dessa fotógrafa que é excelente.

(Esta foto ficou muito bonita. É só mais uma que prova o quão grande é o talento da Paula)
Quando você nasceu? 17/12/1990Signo? SagitárioOnde nasceu? Hospital na Av. Paulista -SPDefeito e qualidade? Ansiosa e de bem com a vida.Irmãos? 2 meninos mais novos, um de 20 e outro de 18 anos.

1- Há quanto tempo você está envolvida com a fotografia? Desde hobbie até profissionalismo?
Como hobbie desde os 13 anos. Profissionalmente desde os 17 anos.

(A Paula tem o dom da fotografia, e é claro, esta bebê fofa ajudou muito, afinal, ela é linda)

2- Esse sempre foi a sua vontade? Você sempre sonhou em ser fotógrafa? Se sim, como é estar vivendo um sonho?
Essa sim sempre foi minha vontade. Estou realizando um grande sonho hoje que é de ter minha empresa: MAKE Produtora. Oferecemos fotografia, videos e toda parte de designer (site, flyer, logotipo e criações em geral).



3- Conheço uma frase que diz "Quando trabalhamos no que gostamos, deixamos de trabalhar". Essa frase se encaixa na sua vida profissional?
Como hobbie, qualquer trabalho deixa sim de ser um trabalho, mas as responsabilidades existem da mesma maneira! Você precisa administrar prazo de entrega, precisa ter responsabilidade com horários de evento, postura profissional na hora de atender um cliente. Precisa ter organização e postura profissional, principalmente se você for autônomo. Se você passa à levar seu trabalho como um "não-trabalho-hobbie", rs, você ficará para trás no mercado devido às falhas que podem ocorrer em não ter compromisso com o que faz, então é preciso ter esses detalhes muito claros no seu dia-a-dia.



4- Já passou por muitos obstáculos? Qual a sua dica para seguir em frente de "cabeça erguida"?
Já passei sim, e como! Rs. Trabalho desde os 17 anos sozinha, somente como freelancer. Aos 19 anos abri meu estúdio em Itapecerica da Serra onde trabalhava sozinha, eu era meu financeiro, minha recepcionista, telefonista, fotógrafa e editora, rs. Era uma correria danada. Por trabalhar sozinha e ser nova, muitos clientes se referiam à mim como uma pessoa sem experiência e incapaz de resolver algo mais importante. Já deixei de ser contratada pela minha idade, mas isso só me fez querer estudar e saber muito mais sobre minha área. Quando começamos, seja em qualquer profissão, nos deparamos com situações das quais não estamos preparados, mas por todas que eu passei só me fizeram crescer ainda mais como profissional. Hoje, depois de 6 anos na área, me sinto segura em fechar um trabalho grande ou um evento de grande responsabilidade, pois me sinto capaz de realizar e coordenar qualquer evento e equipe. Como o tempo aprendemos a "nos virar nos 30", rs.

(Romantismo)

5- Qual a melhor parte de ser fotógrafa? Você gosta de ser fotografada?
A melhor parte é que você registra momentos que ninguém observa. Você tem o dom de eternizar momentos. É realmente mágico! Gostaria, e não gostaria. Não me vejo em um ensaio sendo fotografada, mas tenho vontade, rs. Até dezembro no meu aniversário farei um ensaio de presente de 23 anos! haha.

6- Prefere fotografar pessoas ou paisagens?
Eu não tenho preferências na minha profissão. Eu simplesmente gosto de fotografar TUDO! Rs. Mas, se tem um momento na fotografia que eu me encontro é fotografando pessoas, no caso ensaio fotográfico. Cada cliente é um cliente, cada ensaio é um ensaio. Aprendo muito com meus clientes que viram amigos. A diversão é sempre garantida!

7- Qual a melhor foto que você já tirou? Pode mostrar para o blog?
Eu não tem a melhor foto, mas tenho de fato as minhas queridinhas!
Aqui estão elas: 
(CLIQUE NA FOTO PARA AMPLIAR)







8- Você tem algum(s) fotógrafo(s) como referência?
Nunca tive um fotógrafo "queridinho", pois acredito que qualquer arte, tal como fotografia, é única! Cada um tem seu jeito de olhar o mundo. No começo da carreira eu buscava referência em fotógrafos irlandeses, mas percebi que por mais que eu quisesse "copiá-los" a minha fotografia seria sempre única, minha. Só minha. Então adotei pra mim aos 18 anos que eu seria eu, Paula, Ana, Paula Crem. E que amaria minha fotografias assim como elas são: com a minha sensibilidade, sentimento e visão!

9- Qual o seu estilo de fotografia?
O meu. Eu pego a máquina, ligo, verifico se está no manual, sinto o momento e clico. Esse é meu estilo! 


10- Como você pensa na produção dos seus ensaios, costuma ser muito criativa? Aceita sugestões dos modelos?
Eu não gosto muito de produções. E também não acredito que exista beleza e feiura. Já fotografei muitos cientes. Estou por volta de 740 ensaios (pelo que eu calculei na minha galeria de DVDs, rs), e percebo em todo final de ensaio que cada pessoa tem sua beleza única. Aprendi fotografando ensaios que a beleza que conhecemos desde pequenos na televisão e revistas não existe, é tudo "maquiado, manipulado e photoshopado", rs.
Cada cliente meu, em sua particularidade, tinha um charme, um sorriso diferente, simpatia, olhares, brincadeiras, simplicidade e era exatamente isso que eu explorava nas fotos. Eu retrato em cada um sua beleza, seu ângulo, o que realmente ele é. Com a produção, você passa à ver a roupa, o chapéu, os acessórios, o cenário. É bonito e mágico? Claro, não vou negar, mas a cliente sai muito mais realizada por ter entrado no estúdio se sentindo "feia" perante o que crescemos acreditando o que é beleza e saem do estudio descobrindo que tem sim sua beleza particular e com auto-estima lá no alto! É a melhor sensação que eu possa ter como fotógrafa: o sorriso e o abraço de satisfação do fotografado!

11- Nos seus ensaios externos, como você costuma trabalhar com a iluminação?
Eu sou APAIXONADA por iluminação natural. Trabalho muito com lente clara e muita luz. O máximo que eu uso no ensaio externo é o rebatedor prateado para dar preenchimento. O flash bem usado se torna um grande acessório, mas eu de fato gosto muito mais do resultado das fotos com iluminação natural.

12- Existe algum projeto que você gostaria de realizar?
Sim, mas ainda é um grande segredo! Rs. Tenho pastas e pastas com eles guardados, mas ainda não contei nem pro meu travesseiro, haha. Quem sabe um não possa dividir com vocês do Blog. Será mesmo uma grande conquista!


13- Você gostaria de fotografar em outro país e utilizar como cenário algum ponto turístico do país como o Big Ben de Londres, o taxi de Nova York ou o grande letreiro de Hollywood?
Sim, na Irlanda. Desde que assisti o filme PS. I Love You eu sonho em fotografar modelos nos cenários dos pubs de lá e das estradas de grama e grandes pedras. A cena que da atriz principal andando sozinha à caminho da cidade e perdida é a cena que idealizo para poder fotografar alguém!

14- Você trabalha sozinha ou tem alguma equipe?
Eu sempre fui autônoma e trabalhava sozinha, mas meu fluxo de trabalho foi aumentando e o tamanho dos trabalhos também. Foi aí que precisei ter freelances de confiança que eu pudesse contratar como equipe. Hoje na MAKE Produtora eu tenho uma equipe fixa de 25 pessoas. Não trabalhamos juntos, mas são eles quem estarão comigo em todos os projetos futuros.


15- Qual o conselho que você dá para quem SONHA em ser fotógrafa(o) como você?
Fotografia é uma área muito difícil por se tratar principalmente de arte. Muitas pessoas não dão valor à arte e seu valor imensurável. No começo da carreira enquanto eu fazias meus cursos, estudava e dava meu melhor na montagem do meu portfolio e me sentia muito ameaçada pelas pessoas que compravam uma máquina semi-profissional e saíam por aí dizendo que são fotógrafos. Eu ficava na verdade é P da vida com a cara de pau dessas pessoas.
Hoje em dia é nítido que o mercado está muito mais crítico para contratação de profissionais dessa área. Ter uma máquina e dizer que é fotógrafo só porque "acha" que é fotógrafo ou gosta de fotografia, não quer dizer que ele será contratado para grandes projetos. Acredito que tem espaço para todo mundo, mas que nem todo mundo é um verdadeiro fotógrafo em sua essência de profissionalismo, comprometimento, responsabilidade e amante do que faz.
A dica é: tenha certeza de que é isso que você quer. E, para não se tornar somente mais um com uma câmera na mão se auto titulando fotógrafo: estude, leia, busque referências (mesmo que nunca as use) e tenha um rumo, algo que queria conquistar. A diferença de alguém que só tem uma máquina e quem realmente é fotógrafo é o amor com que trabalha. Seja responsável; faça sempre contrato com seus cliente para que ele se sinta seguro em te contratar; tenha planejamento; não atrase o prazo de entrega das fotos; se tiver algum problema com prazo de entrega, imprevistos ou caso fortuito do material do cliente seja sincero, explique, peça desculpas e tente chegar à um comum acordo, que não prejudique nenhuma das partes; se organize; tenha rotina de trabalho (ou pelo menos tente, rs); se divulgue, seja discreto e não bombardeie as pessoas em redes sociais com poluição de divulgação entre outras centenas e dicas que cada um aprenderá da sua maneira no tempo certo.

Infelizmente a entrevista chegou ao fim. Mas, você pode continuar acompanhando o trabalho da Paula pelo site:
Facebook: 

Não se esqueçam de comentar o que acharam da entrevista. Quer contratar um fotógrafo? Entre em contato com a Paula Crem pelas redes sociais e você não vai se arrepender.

0 3 comentários:

Postar um comentário

O blog Garota Etc é um blog que produz conteúdos originais de diferentes temas. Espiritualidade, astrologia, viagens e etc.
Aqui você terá acesso a fotos e notícias. Textos sobre a sociedade e o mundo em que vivemos. Criticas sociais e entretenimento.
Acesse o blog e fique por dentro das novidades.
Comente e divirta-se.