sábado, 8 de agosto de 2015

O lado obscuro das festas de 15 anos

O que se espera de um blog voltado para o público feminino adolescente, escrito por uma adolescente? Certamente não é o que vamos fazer agora.
Diferente de outros blogs que apoiam a festa tradicional dos 15 anos, nesse iremos expor nossa opinião que é bastante polêmica.


Festa é sempre bom, seja de qualquer idade, qualquer motivo de comemoração é sinônimo de felicidade, ALEGRIA, e é sempre muito bom, poder reunir os seus amigos, e a sua família em uma festa organizada por você, não vejo nada demais em fazer festa de 15 anos, ou de de 16, 17, 18, 19, 20... É mais uma festa normal.
O que não é normal é seguirmos a tradição, e fazer com que a festa de 15 anos torne-se um ritual machista. Sim, toda aquela parte de festa de 15 anos, em que o pai dança com a filha e depois entrega a filha para dançar valsa com o príncipe da festa, e aquela parte de tirar a sapatilha e trocar por um salto alto, e tem algumas festas que as aniversariantes trazem suas bonecas da infância e trocam por outra coisa mais adulta.
Mas, você já se perguntou, de onde surgiu e o motivo dessa tradição e a explicação para todos esses rituais?
As festas de 15 anos surgiram há muito tempo atrás na Europa, em lugares que conhecemos atualmente como, Áustria, Alemanha, França e Inglaterra. Ao longo dos anos, essas festas também tornaram-se tradição e chegaram a países da América Latina. Nos Estados Unidos (América do norte), a comemoração é quando a aniversariante completa 16 anos, já que aos 16, nos EUA, a lei permite que você tire licença para dirigir. Inclusive, muitas das aniversariantes optam por um carro ao invés da festa, e outras ganham a festa e o carro. Tudo depende da sua condição financeira e o seu desejo.

A função do baile de debutante, também tinha como objetivo atrair pretendentes para a aniversariante, e por isso toda a produção (maquiagem, vestido, sapato, cabelo, pele e unhas).

Nos Estados Unidos, eu realmente não sei como funciona as festas de 16 anos e se o princípio é o mesmo que as de 15, que conhecemos aqui na América latina e alguns países da Europa.
Na Europa, as famílias realizavam um grande baile na festa de 15 anos de suas filhas, para a apresentarem a para a sociedade. A festa simbolizava que a filha tornou-se uma mulher e os pais estavam a oferecendo para a sociedade da época. A palavra francesa, début significa começo, início.
A palavra début deu origem a palavra debutante, o qual nomeamos a aniversariante que completa seus 15 anos, e début seria o começo de uma nova vida, a menina que tornou-se mulher.
Antes de fazer essa postagem eu pesquisei muito sobre o verdadeiro significado e origem da festa, para tentar buscar muita informação e não escrever nenhuma besteira.

Confesso que sempre eu que eu pesquisava, a maior parte dos resultados era de sites de salões de festa, lojas de vestido, tudo para promover a empresa para que as meninas comprassem seus vestidos e alugassem os salões de festa, mas nenhum dos sites tinha uma visão critica sobre a festa para alertar as meninas.

Até que achei um comentário em uma página feminista no facebook sobre o caso e achei válido postá-lo aqui.

A questão principal desse post não é deixar você desconfortável em relação a sua festa que você já fez no passado, por falta de conhecimento da verdadeira origem e significado, e nem proibir futura meninas de fazer a festa. Tenho como objetivo, fazer com que vocês leitoras, pensem sobre isso, e pensem sobre como fazemos coisas que começaram no passado e ainda está presente nas nossas vidas, mesmo sabendo que estamos em pleno século 21, no ano de 2015.
Precisamos questionar algumas coisas, e tentar melhorar outras.
Façam sim festa de 15 anos, se é o seu sonho, FAÇA! Mas, precisa mesmo de todos os rituais antigos (machistas)? Coloque um vestido, sinta-se bem consigo mesma, é seu direito, mas não é necessário fazer tudo o que já se faziam há anos e anos. Vamos MUDAR. Comemorar é muito bom, realizar um sonho, melhor ainda. Mas, vamos fazer uma festa que não nos desvalorize como mulher, por mais que a maior parte dos convidados nem saiba a história de uma festa como essa e que estejam ali só para comer HAHAHAHAHAHAHAHA. 
Vamos parar de fazer coisas só porque você cresceu vendo todo mundo fazer, e foi influenciado pela massa, que tal pesquisarmos, e sabermos de onde veio isso, ao invés de fazer só porque viu sua prima/amiga, fazerem e achou legal?
Vou parar de escrever por aqui, me empolguei demais, escrevi demais. É um tema que me interessa muito e gostaria de compartilha-lo com vocês. Espero que tenham gostado, e comentem, se quiserem criticar, se tiverem opiniões contrárias, se concordam ou discordam, todas as opiniões serão bem vindas.
Comentários
0 Comentários

0 3 comentários:

Postar um comentário

O blog Garota Etc é um blog que produz conteúdos originais de diferentes temas. Espiritualidade, astrologia, viagens e etc.
Aqui você terá acesso a fotos e notícias. Textos sobre a sociedade e o mundo em que vivemos. Criticas sociais e entretenimento.
Acesse o blog e fique por dentro das novidades.
Comente e divirta-se.