segunda-feira, 19 de outubro de 2015

A realidade brasileira

(Bairro de São Paulo, Morumbi)

Pra começar esse texto, vou falar sobre a minha realidade, sou brasileira, porém me considero um tanto privilegiada socialmente, estudei a vida inteira em escola particular, sempre fui bolsista, e nunca me envergonhei disso.
E tudo o que sei e sou devo eternamente aos meus pais, pelo esforço deles, trabalho e a vontade que eles tem de sempre me proporcionar o melhor. 
A verdade é que não é todo mundo que tem dinheiro para estar em uma escola particular, não é todo mundo que tem dinheiro para investir em educação, estudo e cultura. Quando falta comida em casa, não há nenhuma possibilidade de se pensar em pagar aula de piano, teatro, violão ou pintura para o filho.
Se não tem nem o que comer, nem a conta de água consegue pagar, qual o sentido de investir em cultura, educação? Essa é a realidade da maioria. Estudar de manhã em um ensino precário, os professores faltam, e de tarde já está trabalhando para ajudar a família no sustento de casa, e de noite quando chega em casa, não tem comida, não tem conforto, nem tempo para estudar.
Quando votamos em um candidato político, não temos que visar o nosso bem estar, não temos que ser egoístas a ponto de excluir as minorias ou aqueles que não enxergamos por estarem longe da nossa realidade. Mas, mesmo estando longe, mesmo você não enxergando, muito deles sendo minorias, eles existem, e eles tem uma vida que sendo cada dia mais prejudicada pelo estado. Pela corrupção e pelo descaso do governo.



Eu tive a oportunidade de passar 6 meses nos Estados Unidos. Enquanto eu estava lá, observava tudo, comparava tudo, e sentia na pele o quanto somos diferenciados socialmente e economicamente. Não somos um país de primeiro mundo e as diferenças são claras. Quando você faz intercâmbio os seus amigos e sua família perguntam sobre as festas, a comida, a cultura e os "namoradinhos". Querida família e amigos, o que eu tenho pra falar sobre a minha experiência nos Estados Unidos vai muito além de "festas, comida e garotos". 
Eu tenho uma critica social muito grande a ser feita que vem me incomodando a cada vez que eu ando na rua, falo com as pessoas, VIVO. Antes dessa experiência eu sabia da desigualdade, mas nunca me afetou tanto quando está me afetando agora. Antes era só na teoria, agora eu estou comparando tudo e todos com a realidade que eu vivia lá.
Os amigos que eu tenho, a escola que eu vou, o bairro que eu moro, o mercado, as pessoas, a minha família.
O meu ponto de vista sobre o mundo, sobre mim mesma e sobre o ambiente que eu estou mudou de maneira drástica. Como se conformar com tanta desigualdade? Como fazer vista grossa?

Ser da classe média é morar em um bairro bom, dar 3 passos e estar na favela.

Viver pra mim não é mais como antes, viver pra mim não faz mais sentido se eu não criticar e expor minha opinião, contar minhas experiências e fazer as pessoas perceberem o quanto estamos atrasados. Ser brasileiro tem suas vantagens, o país é maravilhoso, as paisagens são divinas, as pessoas são felizes, a comida é a melhor do mundo, o clima é perfeito e a cultura é uma das mais interessantes. Mas, por trás de tanta beleza, tanta gente bonita, essa diversidade enorme e essa riqueza cultural que temos, existe um problema gravíssimo. A desigualdade social.
Todos os países tem os seus problemas, os Estados Unidos está longe de ser perfeito, mas não podemos nos esconder por trás da beleza do nosso país quando temos algo a ser discutido, algo a ser combatido e que está acabando com a vida de milhares e milhares de pessoas.
Crescer no Brasil sendo pobre, estudando em escola pública é um desafio. Crescer dessa realidade e tornar-se um profissional de sucesso é um milagre.
Quero parabenizar a todos esses jovens pobres que sempre vejo na televisão que conseguiram vencer na vida apesar de todas as dificuldades, parabenizo todos aqueles que por mais que pareça que o mundo está contra você continuaram lutando, vocês são raros e são exemplos.
E quero deixar aqui a minha indignação por aqueles que acreditam em "meritocracia".


Esses casos que citei de pessoas pobres que conseguiram vencer na vida são raros, e para superar uma dificuldade tão grande que é a pobreza dentro desse meio capitalista em que vivemos é milagre. Parabenizo eles, mas tenho consciência de que existem aqueles que não conseguiram. E é por eles e por todos que nasceram em uma realidade ruim que eu luto.
Fazendo esse post, divulgando minhas ideias nas minhas redes sociais ou agindo pessoalmente, ajudando crianças e adultos, seja pequenas ações ou grandes, eu vou continuar lutando pelo o que eu acredito e manifestar a minha revolta.
Eu acredito sim que o Brasil vai conseguir ir pra frente e alcançar grandes potências mundiais, acredito que a desigualdade será combatida e a justiça será feita.
O texto é grande, mas a indignação é maior ainda.
Texto por: Mariane Dutra

0 3 comentários:

Postar um comentário

O blog Garota Etc é um blog que produz conteúdos originais de diferentes temas. Espiritualidade, astrologia, viagens e etc.
Aqui você terá acesso a fotos e notícias. Textos sobre a sociedade e o mundo em que vivemos. Criticas sociais e entretenimento.
Acesse o blog e fique por dentro das novidades.
Comente e divirta-se.