quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

O que podemos esperar de 2017?


Depois de um ano árduo, que foi 2016, finalmente 2017 se aproxima e com ele, os recomeços, as voltas por cima, as superações e a realização.
2016 foi um ano de encerramento de ciclos, de colocar um ponto final em tudo aquilo que não fazia mais sentido e já não se encaixava mais, a vida nos mostrou outras direções, abrimos os olhos, enxergamos além das aparências, desapegamos de velhos ideais, velhos sentimentos e abraçamos novas ideias, novas pessoas, novos caminhos.
A novidade chegou, e tivemos que abraça-la para conseguir seguir em frente, há quem tem medo de mudanças e aqueles que são muito apegados ao passado, e foram eles os que mais sofreram e apanharam deste ano que não esperou você se desfazer das suas coisas, ele já passou empurrando tudo sem pedir licença e você precisava lidar com aquilo querendo ou não. 2016 me mostrou quem são os meus amigos verdadeiros, quem eu devo levar para o resto da vida e me tirou aqueles que nunca valeram a pena, e que nunca pretendiam ficar.
Pra quem não se encontrou em 2016, pra quem ainda está perdido, não enxergou nada de novo, e parece que está levando a mesma vida de sempre, ainda dá tempo, astrologicamente, o ano permanecerá até março de 2017, então, não há tempo a perder, vamos organizar nossas vidas para receber todas as coisas boas e o sucesso de 2017, que promete novas coisas, recomeços, refazer a vida, e auto afirmação. O novo ano nos ajudará a se descobrir, e precisaremos saber quem nós somos para usufruir das coisas boas e grandes realizações, não é tempo de estar perdido, é tempo de amor próprio, de se conhecer, de saber a sua missão, de estar vivo, pleno e vivendo em função da sua individualidade. É trabalhar o indivíduo que há em você em dupla, é achar alguém que te faça crescer, isso não é apenas sobre relacionamentos amorosos, mas sim, relacionamentos em geral, amigos, família, encontre alguém ou um grupo que te faça ser verdadeiro com a sua essência, te ajude a ser você mesmo e evolua junto com você.
Faça parte de grupos que contribuam para a sua evolução e crescimento e esqueça as pessoas tóxicas que te puxam pra baixo e não estão felizes com o seu sucesso, se afaste de quem quer que você mude e não te aceita do jeito que és, se afaste de quem não está satisfeito com a sua presença.
É TEMPO DE SE AMAR.
É TEMPO DE AUTO CONHECIMENTO.
Vamos nos amar!!!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Todas as coisas da vida são temporárias


Nada é para sempre. Nada é eterno. A vida é frágil, o tempo passa rápido, não espera, vai passando, enquanto você isso, ou faz qualquer outra tarefa da sua vida. O tempo nos atropela.
O tempo está lá, e não pode ser desperdiçado.
Quando se é jovem, é costume pensar que seremos jovens para sempre, que a juventude é eterna, de que a vida não é para os fracos, que é preciso fazer tudo correndo, com pressa, fazemos coisas sem pensar... Somos ansiosos para o futuro e esquecemos de viver o momento presente.
Não é só os jovens que pensam no futuro e esquecem do presente, mas a ansiedade para o futuro está presente em todas as idades e épocas. Mas, preocupar-se excessivamente com o que está por vir não é saudável.
O passado é instável, e o futuro é a nossa única certeza, até que o futuro se torna passado e consequentemente instável, inconstante e mutável. Quem nunca desejou entrar numa máquina do tempo e refazer algumas coisas, mudar outras? Mudar o passado, mas o passado vai mudando sem precisarmos da máquina do tempo. 
Pode ser estranho dizer isso, mas o passado muda, e ele muda conosco, conforme vamos crescendo, e vamos lembrando de algumas coisas que nunca vivemos, mas nos contaram, lembranças que não são nossas, e acabamos esquecendo de outras coisas que vivemos realmente. A nossa personalidade muda, o nosso ponto de vista também, o modo como enxergamos o passado vai mudando, aquilo que um dia foi horrível, mudamos de ideia e enxergamos como aprendizado e vamos entendendo o porque de tudo o que aconteceu.
O passado muda. O futuro não, mas ele é incerto.
E nisso de presente, futuro e passado, as coisas vão indo embora. As lembranças, as pessoas... Nada é permanente. As modas vem e vão, jogamos fora muitas coisas, tudo é inconstante.
Quantas amizades que achávamos que seria para sempre acabaram. Acabou porque não cabia mais ali, cabia em outros tempos, cabia no seu antigo eu, você se renova, as amizades também, tudo muda, e tem coisas que não servem mais e precisamos aprender a descartá-las.
Descartar tudo o que não serve mais,
Descartar tudo aquilo que um dia serviu,
E hoje não faz mais sentido.
Jogar fora.
Desapegar.
Sair.
Ir embora.
Deixar ir.
Conformar-se com o tempo.
Conformar-se com as mudanças.